Rede pública do Pará tem 93,5% de professores efetivos

Publicado em 23 de fevereiro de 2024

O Ministério da Educação e o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgaram, ontem (22), os resultados preliminares do Censo Escolar de 2023. Nesta primeira etapa, o Censo Escolar apresenta informações nacionais sobre todas as escolas, professores, gestores e turmas, além das características dos alunos da educação básica. A pesquisa estatística traz informações sobre todas as escolas, professores, gestores e turmas, além das características dos alunos da educação básica. Ao todo, foram registrados 47,3 milhões de estudantes, considerando todas as etapas educacionais, distribuídas em 178,5 mil escolas.

O Pará tem 93,5% dos docentes da rede estadual concursados, estáveis e efetivos. Nas redes municipais esse índice é de 51,1%.

A educação básica na rede de ensino do Pará tem 65,9% das matrículas, enquanto a estadual teve 22,3%. A rede privada registrou 11,1%, sendo que o ensino infantil teve 88,3% das matrículas na rede estadual e 11,5% em escolas particulares e o ensino médio tem 88,2% das matrículas feitas nas escolas estaduais e 11,5% nas privadas.

O Censo Escolar apontou crescimento de 13% no número de alunos matriculados na educação infantil, que engloba creches e pré-escola. De acordo com Carlos Eduardo Moreno, diretor de Estatística do Inep, o país está perto de “universalizar a pré-escola”, visto que 91,5% das crianças já estão estudando.

“Se levar em consideração os dados do Censo do IBGE de 2022 é muito boa a expectativa de estarmos nos aproximando da universalização do atendimento de pré-escola. Tem 5,3 milhões de alunos matriculados e para esse corte, segundo o IBGE, tem 5,4 milhões de crianças”, informou o diretor.

O censo revela que o Brasil está a cerca de 900 mil matrículas de atingir a meta de crianças na creche. O objetivo foi estabelecido no Plano Nacional de Educação (2014-2024), que propõe chegar, em 2024, a 50% da população de até 3 anos matriculada.

Quer mais notícias do Pará? Acesse o nosso canal no WhatsApp!

BRASIL

Entre os anos de 2022 e 2023 a rede pública teve uma redução de mais de 500 mil matrículas, enquanto a rede privada expandiu 4,7%, chegando próximo ao nível observado em 2019, antes da pandemia. Quase a metade dos alunos matriculados são atendidos pelos municípios brasileiros (49,3%). Em 2023, a rede privada teve uma participação de 19,9%. Na educação básica, a União tem uma participação inferior a 1%.

O Censo Escolar é o principal instrumento de coleta de informações da educação básica e a mais importante pesquisa estatística educacional brasileira.

Pará em destaque

O Pará se destaca nas matrículas na educação básica em escolas em localização diferenciada colocam a educação paraense em destaque: em áreas de assentamento são 115,865 matrículas, o maior número de alunos neste segmento no Brasil; em comunidades remanescentes de quilombos são 23,296, sendo o terceiro maior número de alunos quilombolas; e em escolas que oferecem educação indígena são 17.720 matriculados.

Outro destaque registrado nesta etapa do Censo Escolar 2023 é o aumento do ensino inclusivo. O Pará atingiu 100% de matrículas nas redes de educação infantil e no ensino médio e 99,6% no ensino fundamental.


Faixa atual

Título

Artista

AO VIVO!

Bom Dia Alegria

08:00 11:00

AO VIVO!

Bom Dia Alegria

08:00 11:00