E a diversidade? Grade do SBT não terá apresentadores pretos

Publicado em 18 de fevereiro de 2024

O debate sobre a diversidade no entretenimento brasileiro ainda preocupa. A ausência de apresentadores pretos e pardos, por exemplo, ainda é vista em pleno 24º ano do século XXI, apesar dos esforços de algumas emissoras, e de entidades representativas que buscam igualdade.

Paulo Vieira, por exemplo, se tornará em 2024 o único apresentador da Rede Globo a comandar um programa solo.

Outra emissora está pronta para lançar sua nova grade de programação a partir do dia 26 de fevereiro: o SBT, com uma série de mudanças, mas já enfrenta uma série de problematizações, entre elas a ausência de diversidade. 

CONTEÚDOS RELACIONADOS: 

SBT é condenado a pagar R$ 40 mil por fala de Silvio SantosNova regra: Globo quer delimitar idade de apresentadores

Entre as alterações, estão previstas modificações nas manhãs com o programa Chega Mais, uma nova programação para as novelas mexicanas, que serão exibidas em horário mais cedo, e o retorno do Aqui Agora com um novo nome.

Uma das principais novidades é a presença de César Filho no comando do SBT Brasil, programa que estreia em 11 de março. Inspirado no formato do Jornal Hoje, da Globo, o novo telejornal terá uma abordagem mais dinâmica, com César Filho interagindo diretamente com o público ao caminhar pelo estúdio durante a transmissão.

MAIS DO MESMO:

Mesmo com as mudanças, as questões sobre diversidade na emissora continuam sendo levantadas. O novo SBT, assim como o atual, continua com uma programação predominantemente comandada por apresentadores e apresentadoras brancos e pouca diversificada.

Mesmo com as estreias programadas para os próximos meses, nenhum apresentador preto ou preta foi escalado para liderar algum programa, o que tem gerado críticas sobre a falta de representatividade.

Quer mais notícias de entretenimento? Acesse nosso canal no WhatsApp

Atualmente, o SBT conta apenas com um apresentador negro em sua programação, Luiz Alano, além de duas co-apresentadoras: Cariúcha e Juliana Oliveira.

APESAR DA TENTATIVA EM NOVELA PROCESSO É LENTO:

Em uma novela como A Infância de Romeu e Julieta, que conta com um protagonista negro, Miguel Ângelo, cuja família é de classe média alta, a maioria do elenco é composta por atores brancos, o que evidencia a falta de diversidade na emissora.

Apesar disso, o SBT se destaca em relação a algumas de suas concorrentes, como Record, Band e RedeTV!, mas ainda fica atrás da Globo, que tem uma política de inclusão mais elaborada em suas produções.

REPRESENTATIVIDADE NÃO ACOMPANHA NÚMEROS

Segundo dados do IBGE para o Censo 2022, a população brasileira é composta por 56,3% de pardos, pretos e indígenas, o que reforça a importância da representatividade na televisão.

Além disso, outras novidades aguardadas incluem o lançamento do programa Eita Lucas!, com Lucas Guimarães e Carlinhos Maia, previsto para o segundo semestre de 2024. E para dar espaço a essa nova atração, o SBT realizará ajustes em sua programação, incluindo uma releitura do Aqui Agora, chamada Tá na Hora!.

Apesar das expectativas, há uma certa resistência nos bastidores em relação às mudanças propostas, especialmente em relação ao reposicionamento das novelas mexicanas, que têm sido uma fonte de audiência estável para o canal. No entanto, a direção está determinada a seguir adiante com suas decisões, apostando em uma programação renovada para atrair a atenção do público.


Faixa atual

Título

Artista

AO VIVO!

AO VIVO!